CONSTRUIR SUA CASA EM 10 PASSOS NA PANDEMIA

Com a mudança nas relações de trabalho, cada dia mais pessoas não precisam bater ponto do outro lado da cidade, pois já são adeptas do regime de home-office (que, inclusive, tem efeitos  comprovados sobre a produtividade dos funcionários).

Por tais motivos, hoje em dia, morar em um condomínio ou bairro mais isolado e tranquilo não irá gerar dor de cabeça ou horas no trânsito, mas sim, uma boa desculpa para estar mais próximo da natureza e do convívio com a família. Além, claro, de evitar todos os estresses proporcionados pela vida nas cidades e pela falta de mobilidade de nossos grandes centros.

Montamos um passo a passo explicativo e bem ilustrado para você que deseja construir uma casa em um condomínio fechado. São passos simples que, se executados nessa ordem, vão deixá-lo mais próximo do sonho de ter a sua própria residência e – o melhor – feita do seu jeito!

1.   ESCOLHA DO TERRENO

Temos 3 tipos de terreno: em aclive, em declive e o plano. Na verdade, um terreno nunca é plano, ele sempre vai ter pequenos aclives e declives (alguns terrenos maiores dão a ilusão de serem planos, mas não são). Entretanto, é o mais fácil de implantar sua casa, visto que não terá custos elevados de movimentação de terra e contenção.

Então, vamos aos dois tipos restantes:

EM ACLIVE: é o terreno que “sobe” no sentido logradouro público – fundos do lote. Ele é mais alto que o nível da rua. Normalmente, é um terreno mais barato na hora da compra, pois oculta grandes gastos de terraplanagem e contenção. É preciso escavar o lote para implantar as rampas de acesso, a própria casa e fazer contenções para que fique segura. Além disso, suas visadas se voltam para a própria rua, local de mais movimento e barulho;

  • EM DECLIVE: é o terreno que “desce” no sentido logradouro público – fundos do terreno. Ele se encontra abaixo do nível da rua. É um terreno mais caro, mas o ideal para locais com vistas e mata. É possível economizar muito dinheiro, pois o terreno se descortina naturalmente para o seu fundo. Via de regra, há um aproveitamento maior desse tipo de lote, pois ele é voltado para o fundo da quadra, onde há mais silêncio e marasmo.

2- LOCALIZAÇÃO DO LOTE

Uma dica que serve para lotes em áreas urbanas e de condomínio: busque sempre lotes no meio da quadra! Por que? Terrenos em esquina são mais movimentados e recebem o fluxo de duas vias. Se for no meio da cidade, será mais movimentado ainda. Também, possuem dois afastamentos frontais fixos, o que limita as dimensões da casa e deixa ela mais exposta aos transeuntes. Em condomínios fechados, busque lotes próximos a (não dentro de) Áreas de Preservação Permanente, Matas e quarteirões mais elevados, por conta das vistas.

3 -DOCUMENTAÇÃO IMPORTANTE

A documentação inicial envolve a ESCRITURA e o REGISTRO DO IMÓVEL. O Registro do Imóvel é o documento mais importante, pois ele é que determina quem é dono e responsável pelas obrigações do lote. Um ponto de atenção é conferir se as medidas conferem com o prometido no Contrato de Compra e Venda (um topógrafo pode lhe auxiliar nisso, ver PASSO 3 – TOPOGRÁFICO).

Outras documentações são as seguintes:

MATRÍCULA DO IMÓVEL: deve ser requerida no Cartório de Registro de Imóveis. Como, inicialmente, não existe construção, a matrícula é do terreno. A matrícula é necessária, por exemplo, para dar entrada no Anteprojeto/Projeto Legal junto à Prefeitura;

_ INFORMAÇÃO BÁSICA (CERTIDÃO DE INFORMAÇÕES) DO TERRENO: documento elaborado pela Prefeitura que orienta o terreno segundo seu Plano Diretor e Lei de Uso e Ocupação do Solo vigentes. Podemos ver qual o potencial construtivo do terreno e todas as suas restrições. Ele é que permite a viabilidade da sua construção e posterior aprovação.

* ALVARÁ DE CONSTRUÇÃO: emitido após envio do Anteprojeto/Projeto Legal à Prefeitura. O arquiteto envia um jogo das pranchas aos órgãos responsáveis por fiscalizar e avaliar as novas construções. Após todos os procedimentos internos e correções necessárias é expedido o Alvará de Construção – ele é que autoriza o começo das obras no seu terreno. Caso as obras sejam iniciadas antes disso, o proprietário será notificado, multado e terá a obra embargada, ou seja, vai ter perdido tempo e dinheiro.

* HABITE-SE: após a conclusão da obra pela empreiteira, o proprietário deve solicitar a vistoria do imóvel pelo órgão responsável da Prefeitura. Este documento é a autorização da Prefeitura para a ocupação da casa construída. A vistoria verifica se a construção foi feita de acordo com o projeto aprovado.

4.   LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO (E SONDAGEM)

ntes de solicitar um orçamento de projeto ao seu Arquiteto favorito, deve-se contratar um topógrafo para que ele obtenha as dimensões reais do seu terreno e seus desníveis. Com o levantamento planialtimétrico, saberemos a declividade do terreno, a orientação solar, seus platôs naturais, o nível de acesso em relação à rua e sua altura em relação aos vizinhos.

 Por que é importante ter o levantamento topográfico?

  • Seu lote pode ter sido invadido ou invadir área dos lotes vizinhos, causando muitos transtornos no futuro para regularização da situação;
  • A área pode estar diferente da matrícula e pode ser necessária a regularização perante os órgãos competentes;
  • A orientação solar é levada em conta na hora do projeto. Com melhor localização dos cômodos, temos quartos bons para dormir e salas boas para o convívio, sem calor excessivo ou áreas escuras propícias à formação de patologias advindas da falta de luz e umidade;
  • Implantação da casa nos seus platôs naturais, o que evita grandes cortes e aterros no lote;
  • Melhor estratégia para localização das vistas naturais e locação dos acessos à residência;

5 PROJETO DA CASA

Projeto propriamente dito. Essa é a primeira etapa onde é definida a “cara” da casa. É um primeiro estudo que visa condensar todas as exigências do futuro morador com as limitações impostas pela legislação vigente.

Nessa etapa, o Arquiteto irá conceber o projeto completo da casa, definindo a distribuição dos espaços, setorização dos ambientes, circulações, fluxo de pessoas em ambientes privados e sociais. Vai definir, também, o estilo e estética da casa.

6.   ANTEPROJETO (PROJETO LEGAL) PARA APROVAÇÃO NA PREFEITURA (E CONDOMÍNIO, QUANDO FOR O CASO)

Após desenvolver as revisões solicitadas na fase anterior, passa-se à etapa que busca aprovar o projeto no condomínio (é exigência de alguns) e na Prefeitura Municipal (sempre exigido), com intuito de receber o Alvará de Construção e ter as obras autorizadas.

O projeto aprovado permite que se construa sem ter a obra embargada e, ao final da mesma, há a solicitação do HABITE-SE, ou seja, toda aquela área construída fica registrada no município para cobrança correta da taxa de IPTU e também no REGISTRO DO IMÓVEL de sua propriedade. Com isso, caso seja necessário vender a casa no futuro, você está em dia com todos os seus compromissos.

7.      PROJETO CONSTRUTIVO (EXECUTIVO E DETALHAMENTO)

Será também desenvolvida a compatibilização de outras disciplinas como o projeto Estrutural, Elétrico, Hidrossanitário etc. Com isso, mitiga-se a ocorrência de interferências negativas durante a construção.

8.     ORÇAMENTO DA OBRA /ESCOLHA DA CONSTRUTORA

9.OBRA POR PREÇO FECHADO OU ADMINISTRAÇÃO?

Nesse penúltimo passo, vamos detalhar as duas modalidades de contratação das empreiteiras.

O “preço fechado” é o cliente paga um preço fixo e determinado e a responsável executa a obra de forma completa, da fundação até o acabamento.

OBRA POR ADMINISTRAÇÃO (OU PREÇO DE CUSTO)

Essa modalidade de contratação funciona da seguinte forma: a construtora executa a obra e exige uma taxa de administração que pode ser cobrada através da aplicação de um percentual (que varia de 10% a 20% conforme o tipo e tamanho da obra .

WWW.CIMIENTOSCONSTRUTORA.COM.BR

@CIMIENTOS_CONSTRUTORA

#EXECUÇÃODEOBRA #ADMINISTRAÇÃO #PROJETOSARQUITETONICO #CONSTRUTORACIVIL #CONSTRUÇÃO NORDESTEBRASILEIRO

Um comentário sobre “CONSTRUIR SUA CASA EM 10 PASSOS NA PANDEMIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s